Fisioterapia com Raul Gazolla

Vou reproduzir aqui uma entrevista bem interessante com Ator Raul Gazolla para Revista Fisio&terapia -

Vou reproduzir aqui uma entrevista bem interessante com Ator Raul Gazolla para Revista Fisio&terapia –

Simpático, extrovertido e bem humorado, o ator, cantor, dançarino, lutador, surfista, gourmet, piadista, paciente de fisioterapia e pai uma linda menina chamada Rani (que também estava lá) Raul Gazolla nos recebeu em seu restaurante na praia da Barra da Tijuca para nos conceder esta entrevista.

Revista Fisio&terapia:
Oi Raul, primeiro fale um pouco de você.
Raul Gazolla:
Ok, meu nome completo é Raul Oliveira Gazolla, nasci em 7 de agosto de 1955, sou nascido e criado aqui no Rio de Janeiro. Fui criado surfando, também fazendo Windsurf, Jiu Jitsu, capoeira, isso tudo quando era jovem, apenas o windsurf pra mim é pra sempre. (Neste momento a Rani se fez lembrar e o Raul completou) tenho uma filhota linda que vai fazer quatro anos agora em outubro e é a razão da minha vida, minha alegria.
F&T:
Além disso, você também fez dança, canto e é ator não é isso?
RG:
Isso! Eu fiz dança por muito tempo, fiz jazz, tango, bolero, samba-canção porque trabalhei no teatro com musicais, então fiz dança e canto, mas atualmente prefiro trabalhar com comédia.
F&T:
Por falar em comédia você está com uma peça de comédia atualmente, certo?
RG:
É, to fazendo uma peça chamada “Um Caminho Para Dois” que estreou em São Paulo no dia sete de setembro e vou ficar lá sextas, sábados e domingos de setembro e outubro.
F&T:
Legal, algum contato para quem quiser mais informações?
RG:
Sim, entra no meu site http://www.raulgazolla.com.br
F&T:
Quando foi sua entrada na TV?
RG:
Meu primeiro papel de destaque foi em Kananga na TV Manchete, mas antes disso eu fiz uma participação na segunda versão de ‘Selva de Pedra’. Antes de fazer ‘Kananga’, eu já fazia teatro. O teatro é o grande exercício do ator.
F&T:
Você está bem como ator, mas se você não fosse ator o que gostaria de ser?
RG:
Eu gostaria de ter trabalhado com esporte. Há mais de 10 anos que treino jiu-jitsu e fui até campeão da categoria master. Também já participei do Ironman em 98. Hoje é possível viver só do esporte, antigamente não era.
F&T:
Agora me fala que novidade é esta de restaurante, (eu estava comendo uns Nachos com queijo que estavam deliciosos) você sabe cozinhar?
RG:
Eu morei na Europa e não sabia fazer nada de comida. Morava numa república e tinha um amigo que cozinhava e eu tinha que lavar. Era um acordo nosso e então decidi aprender a cozinhar para não ter que lavar mais. Hoje me viro bem, mas não é o meu talento mais forte. Mas aos que quiserem vir conhecer o Nativo Bar e Restaurante, podem vir porque não sou eu que fico na cozinha, não tenham medo! Inclusive estamos organizando uma festa para comemorar o 13 de outubro aqui, só que vai acontecer no dia 15 de outubro, venham participar. Fica aqui na Av. Lúcio Costa 1.976 na Barra.
F&T:
Você não fica na cozinha, então você fica somente na administração, você é o dono?
RG:
Na verdade eu tenho apenas uma parte, uma pequena parte, são cinco sócios então eu tenho um pedacinho desta fatia deste bolo.
F&T:
Agora vamos falar da Fisioterapia na sua vida, onde e quando foi o seu primeiro contato com a fisioterapia?
RG:
Eu fiz uma artroscopia e tirei 2/3 do menisco do joelho esquerdo e por isso fui fazer fisioterapia em Botafogo com o Nilton Petrone. Isso a muito tempo atrás.
F&T:
Como você lesionou o joelho?
RG:
A primeira lesão foi esquiando, eu fiz uma curva muito forte com muita velocidade e escutei ele dá uma estalada e eu cai, pensei até que tinha quebrado, ficou inchado na hora. Eu voltei ao Brasil e não fiz fisioterapia. Foi um grande erro meu. Com isso eu não me recuperei e toda hora eu me machucava ainda mais com este joelho porque ele fica instável e você fica vulnerável. As vezes eu não agüentava o peso da moto e caía em cima dele, tudo era em cima dele, até que um dia treinando judô eu travei a perna e continuei com a rotação do corpo e ele então estourou de vez.
Foi aí que eu fiz a artroscopia e comecei o tratamento fisioterápico de forma séria
“forever and ever again”.
F&T:
Como o joelho está agora?
RG:
Tá bem legal, mas acho que poderia estar melhor se eu fosse mais dedicado, mas dá a impressão que a fisioterapia é quase que eterna, tem que fazer pra sempre.
F&T:
Mesmo com este problema no joelho você está muito bem, em forma, e já tem cinqüenta anos, como é isso?
RG:
Temos que cuidar da mente por isso faço terapia há um ano e estou aprendendo meditação e filosofia. Como já disse, pratico esporte desde adolescente e ainda, corro na praia. Exercícios tem que ser todos os dias. E já que estamos falando de fisioterapia, duas ou três vezes por semana me dedico a uma seção de skin, um aparelho que estimula a circulação sanguínea do rosto e do corpo.
F&T:
E a alimentação?
RG:
Esta é a parte mais difícil. Controlo muito a minha alimentação. É bem difícil, pois em todos os lugares que você vai, te oferecem salgadinhos, docinhos e muitas outras delícias. Atualmente não como carne vermelha e agora também aboli laticínios, bebidas e qualquer tipo de doces.
F&T:
Para terminar, eu gostaria de te pedir duas mensagens, a primeira para os leitores, futuros fisioterapeutas que estejam com a idéia de largar a fisioterapia e serem atores e atrizes, o que você tem a dizer?
RG:
A primeira coisa é ter certeza daquilo que você quer fazer. Se não tiver certeza, vai procurar outra coisa. E depois paciência porque por mais que você tenha talento, é necessário sorte para ser notado. A vida de ator não é moleza não. A gente, para gravar às 10h, precisa acordar às 7h da manhã e só sai da emissora às 19:00 da noite. Mas se você quer, siga em frente porque eu tenho uma vida boa e maravilhosa, porque faço aquilo que eu quero.
F&T:
A segunda pergunta é para os que estão decididos em continuar.
RG:
Continuem fazendo este lindo trabalho, que eu acho que ainda não está totalmente evoluído, a cada ano que passa tem uma técnica nova para o tratamento mais rápido do paciente, dos atletas, e aos pesquisadores, que continuem suas pesquisas porque este trabalho é muito importante para todos, e já ia me esquecendo do principal, não deixem de vir dia 15 de outubro comemorar com a gente aqui no Nativo o dia do fisioterapeuta.
Parabéns a todos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s